Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Instrução de equitação

Escrito por admcmpa | Publicado: Quinta, 07 de Abril de 2016, 14h17 | Última atualização em Quinta, 07 de Abril de 2016, 16h19 | Acessos: 1470

cmsm3

No Brasil, os colonizadores portugueses e holandeses introduziram o cavalo e a arte equestre, com registro da primeira utilização desportiva do cavalo no Torneio de Cavalaria promovido por Maurício de Nassau, em Pernambuco, no ano de 1641.

Durante o Primeiro Império, Dom Pedro I e sua esposa Maria Leopoldina eram também entusiastas do desporto eqüestre.
No retorno da Guerra da Tríplice Aliança, Dom Pedro II preocupou-se em fomentar a equitação, trazendo de Portugal o Capitão Luís de Jácome, difusor da doutrina francesa do célebre François Baucher.
hipismo caxias
Luis Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro.


Fundador e presidente do primeiro Clube Hípico do Brasil.
Duque de Caxias, fundador e primeiro presidente do Clube das Corridas (RJ), como Comandante das Armas da Corte, importou, em 1847, garanhões puro sangue inglês, visando implementar a criação nacional de eqüídeos. Tal preocupação manteve-se até os primeiros anos da República.
Durante o Segundo Reinado, principalmente após a Guerra da Tríplice Aliança, onde o Exército Brasileiro consolidou-se como potência militar, Dom Pedro II demonstrou constante  preocupação em fomentar a equitação militar. Entretanto foi somente após a Primeira Grande Guerra, com a vinda da Missão Militar Francesa para atualizar doutrinas militares, que em 1920, o Exército iniciou a sistematização do ensino eqüestre.

O Hipismo no Colégio Militar de Santa Maria

Com a inauguração da Seção Hípica do CMSM, no dia 9 de fevereiro de 2010, junto ao Centro Hípico da Guarnição de Santa Maria, foi proporcionada ao aluno a oportunidade da prática da equitação.

A atividade de equitação tem os seguintes objetivos:

  • Evidenciar e desenvolver os atributos de coragem, autoconfiança e rusticidade;
  • Executar as técnicas básicas de equitação;
  • Participar de cerimoniais hipomóveis e competições de hipismo;

Durante o ano de 2016 a atividade de equitação será desenvolvida em caráter voluntário, para qualquer aluno do CM, com as seguintes condições:

  • Local da atividade: Seção Hípica do CMSM junto ao Centro Hípico da Guarnição, no Campo de Instrução de Santa Maria (CISM);
  • Instrutor responsável: Cel R1 EDMAR PEREIRA DOS SANTOS;
  • Monitor responsável: 1º Sgt Cav EVERTON LUIS NUNES MELO;
  • Transporte: a cargo do CMSM (2ª a 5ª feira); na sexta-feira e aos sábados pela tarde o transporte a cargo dos pais mediante contato com o Cel Edmar (91875221-VIVO) para verificar se haverá atividade;
  • Dia da atividade: A atividade de equitação é considerada como extraclasse, portanto o aluno adequará os melhores dias para realizar a instrução;
  • Horário da instrução: 14:00h às 15:40h;  Saída do transporte do CMSM: 13:30h, da rodoviária do Colégio Militar e retorno até às 15:50h;
  • Apoio de saúde: conforme Plano de saúde indicado pelo responsável no Termo de Autorização;
  • Animais e material de equitação: serão disponibilizados pelo CMSM;
  • Material individual: o aluno só deverá adquirir logo após a realização de no mínimo 4 aulas de adaptação. Quando o aluno estiver adaptado com a instrução deverá providenciar culote preto e bota para a prática da atividade;
  • Mensalidade: R$ 35,00 (trinta e cinco reais), valor usado para custeio de despesas com os animais e manutenção do material de encilhagem, será disponibilizado o boleto no site do CMSM - SIGAWEB - pagamentos;
  • Durante as semanas de AE (Avaliação de Estudo) não haverá aula de equitação;

O aluno interessado deverá preencher o TERMO DE AUTORIZAÇÃO para a prática da equitação e entregar ao Sgt Nunes.

registrado em:
Fim do conteúdo da página